Tempo de lutar ! Quanto mais calado, mais roubado!

Como seria de esperar, assistimos hoje a uma manifestação de indignados, que, por ter tido apenas 10% da visibilidade mediática, acabou por previsivelmente ter tido 10% da participação.

Não é altura de olhar para esta luta e pensar que os Portugueses não estão indignados, estão! Mas acima de estudo estão resignados – estão ensinados e bem mandados a achar que estas medidas são o “tem que ser”, o “não há alternativa”. Pois há alternativas – taxar quem deve ser taxado, fazer com que quem inventou esta crise, a pague!

É necessária a máxima participação na greve geral que por certo de aproxima, é necessário resistir às 8.30 diárias, é necessário lutar pelo direito às 40 horas semanais (luta que ao longo do século vinte envolveu milhares e milhares de pessoas, muitas assassinadas!), é necessário lutar pela existência do 13º e 14º mês, é necessário lutar contra a espoliação do bem público, contra a venda a capitais estrangeiros da Galp, Edp, PT, CTT, Carris, STCP, Metro, etc etc etc.

Muitos dos que hão de ler isto, hão de pensar “yada yada yada, bla bla bla – lá estão os comunistas outra vez” – outra vez? cada vez mais! cada vez mais na certeza que é necessária a luta contra esta contra-revolução mascarada de crise, na luta pelos direitos, na luta pela democracia, na luta pelo povo e trabalhadores.

Todos os dias são dias de luta e resistência, mas esta terça-feira marca o inicio de uma mostra de descontentamento que se irá prolongar pelos próximos meses. Apelo a todos à participação e divulgação (já que ao contrário de certas “manifs” esta não terá por certo divulgação ou expressão mediática – mesmo que tenha o mesmo número de participantes) – às 18 horas, na Rua do Chiado em Lisboa.

E para completar… uma música que acho que se apropria:

http://www.youtube.com/watch?v=1RItM40rI8I

“Quem governa faz tábua rasa, mas lamenta com fastio a crise da habitação
E assim se faz Portugal, uns vão bem e outros mal”

3 Comments

  1. Lá vêm os maluquinhos dos comunistas….

  2. Cada vez me identifico menos pelo movimento. Pensava que lutavam contra a precariedade pela luta pelo mérito, por tribunais a funcionar e a destruir a
    Ideia que os poderosos estão acima da lei. A lutar pela transparência. Mas afinal enquanto não nos estávam a ir ao bolso não havia movimentos nem manifestações. Afinal as pessoas parece que agora acham que a culpa é sempre dos outros e que os outros paguem. Ou seja as pessoas vão para a rua pedir mais mama. A mama acabou. Devíamos era apoiar grupos que se movimentem para acabar com a parolisse e a cultura da Cunha. Contra a exigência de direitos adquiridos. É saber não aceitar quando nos oferecem dinheiro sem questionar de onde vem e quais as contrapartidas. É sermos mais informados e percebermos que os mercados somos todos nós. Ninguém empresta a ninguém se não for para ganhar com isso. E não vale a pena gritar contra o goveno, porque se o governos ouvir e ceder vai ter que ir buscar mais dinheiro e já sei onde: à minha conta porque sou o sem voz, o que não ter Cunha, o que estudou e agora trabalho. Desconto 2/3 do que ganho e ainda me chamam privilegiado. Mas à noite estou a aspirar a casa ou a estudar. Não me ponho a ver televisão nem vou a bola ao fim de semana.

  3. o outro eu

    2011/10/15 at 23:22

    “é necessário lutar pela existência do 13º e 14º mês”, sabes ao menos porque existem o 14º mês em Portugal e não em muitos outros países da Europa?

    Luta pela democracia? Ya, pois… chama-me quando se lutar por meritocracia, ou então quando for para prender políticos, ou quando se for para aumentar a bitola da produtividade do trabalho dos trabalhadores da função pública (que esses são pagos por todos nós – e visto que o cliente onde estou é um organismo do estado sei do que falo).

    Galps, edps e afins tb podiam ser vendidas, que só nos chulam com cartelização. Com Os transportes públicos e o SNS é que sou contra qq tipo de venda – mas tb têm que limpar os chulos de lá.

Leave a Reply

© 2017 E. Balsa

Theme based on hemingway and unoUp ↑

%d bloggers like this: