Category: opinioes

Anti (?) – Banco de Portugal

 

Acho admirável como as pessoas se deixam levar por campanhas anti-isto e anti-aquilo. A nova coqueluche-alvo dos media é o Banco de Portugal (BdP)…

Todas as semanas temos novas “noticias” sobre o BdP : que tem imobiliárias e não pode ter, que paga os subsídios de Natal e Férias aos seus trabalhadores, que compra equipamento de golfe, etc, etc…
São falsas estas noticias? A maioria provavelmente não… É reprovável o comportamento do BdP referido nestas noticias? Depende da perspectiva…

Começando pelo fim : compra de equipamento de golfe (que se veio a saber depois tratar-se de um carrinho de golfe)… é reprovável o BdP comprar um carrinho de golfe? É preciso perceber o porquê da compra antes de responder (digo eu…) Primeiro, o BdP tem campos de golfe? Não… 2º O carrinho serve para os dignitários do BdP irem a torneios de golfe? Não… Então para que serve? Para transporte de pessoas de mobilidade reduzida… Reprovável? Penso que não…!

O BdP pagou os subsídios de Natal e Férias aos seus trabalhadores – oh grandes privilegiados esses trabalhadores – a receberem os subsídios a que tem legalmente direito!! Realmente todos os trabalhadores se devem unir para que essa corja não receba esse dinheiro que apenas privilegiados recebem… Ou…esperem…os trabalhadores do BdP são trabalhadores do sector privado… que tem contrato colectivo do sector bancário… (e mesmo que fossem funcionários públicos – TODOS os trabalhadores devem receber os seus subsídios!) – Ahh diz ali o velho do Restelo no canto… Mas o BdP devia fazer um esforço de contenção, de solidariedade com o Estado Português – mas…o BdP tem um orçamento próprio…cujos fundos não tem origem no Orçamento de Estado e respectivos impostos…e…para melhorar/piorar as coisas… se não pagarem os ditos subsídios – além de estarem a quebrar a lei – o estado deixa de receber dezenas (centenas?) de milhares de euros em impostos e segurança social que poderia cobrar sobre esses subsídios…

Porque deixei as imobiliárias para último? Porque é a hipótese de resumir uma questão muito mais importante – não, o BdP não deveria ter imobiliárias, não deveria ter uma enorme quinta (da Fonte Santa), não devia ter frotas automóveis gigantescas com direitos de preferência para os seus administradores (que não deveriam ser tantos, nem tão bem remunerados – os administradores, não os trabalhadores….), não deveria ser local de pousio (dourado) de corjas dos aparelhos partidários do PSD, PS e CDS, e mais importante, deveria fazer parte do aparelho de Estado – ao serviço dos interesses da economia e povo português, e não algo “independente”, mera correia de transmissão de interesses privados (ainda por cima transnacionais) e do BCE.

É por demais óbvio que muita areia ainda vai correr sobre o BdP…provavelmente os trabalhadores do BdP irão, a bem da Nação, perder os seus subsídios, os dignitários continuarão a viver à grande e à francesa com seus pecados a serem perdoados pelo “jornalismo português” que se preocuparão mais com fait-divers sem importância nenhuma…

Talvez apenas a queda do Euro traga o BdP de novo para serviço da nação…mas algo me faz crer que nem isso…

Lábios de Mosto – Pior restaurante de Lisboa?

Nota prévia – sou geralmente bastante avesso a “menus de grupo” porque sei sempre de antemão que vou pagar muito e comer mal…

Mas nunca pensei não chegar a comer – e infelizmente este restaurante (ali mesmo ao lado do Carmo) foi o primeiro restaurante em que fui incapaz de comer o que me foi servido (e não, não estava mal disposto, doente, ou outra coisa qualquer…) – seria de esperar mais de um restaurante que tira (rouba?) o seu nome a uma música como a Desfolhada – e que se apelida de “Restaurante e Galeria” sendo que galeria…só se for de horrores… e restaurante… não é por certo.

Na altura da experiencia decidi não colocar logo um post no blog…mas..passadas algumas semanas, deixo-vos com a review que deixei no google maps e com outras pérolas que fui achando por ai…

“A comida era de gosto duvidoso. Quando reclamei responderam-me de forma rispida e mal educada. Quem se seguiu para esclarecer a situação de pouco ajudou porque “a comida estava estipulada”. Apenas na 3a interacção se ofereceram para trazer outro prato diferente – prato esse que vinha sem sal (ou sabor nenhum). Único ponto positivo da noite – fiquei a saber que é possivel fazer carne grelhada sem nenhum sabor. Outros apontamentos : a sala onde ficámos era encostada às casas de banho – com cheiro a condizer. Quem servia tornou toda a noite uma aventura para não se levar com pratos. Um dos telemoveis ainda levou banho.”

Links:

Google Places (já com algumas reviews interessantes)

Blog Guedelhudos (inclui ameaças de uma “dra” que supostamente representa a empresa)

Escape (com mais comentários – incluindo intoxicação alimentar)

Directorio (mais e mais comentários)

Espero ter mostrado o suficiente para que nunca ponham lá os pés…

Update 

Num comentário num dos links que indiquei acima foi reportado o seguinte :
“FINALMENTE E PARA AGRADO DE TODOS O “RESTAURANTE” que de restaurante só tem o nome, FOI FECHADO COM PENHORA DO TRIBUNAL E REMOÇÃO DE TODOS OS BENS.
AFINAL A DONA, ALÉM DO PÉSSIMO SERVIÇO QUE PRESTAVA AINDA POR CIMA NÃO PAGAVA A NINGUEM. QUEM ASSISTIU DIZ QUE A PORCARIA CHEGAVA AO TETO SOBRETUDO NA COZINHA, SÓ DE PENSAR QUE LÁ COMI ATÉ ME REVOLTA. NÃO HÁ DIREITO.
ANA MARIA SILVA”

Sinceramente isto é para mim um alivio imenso.

Roubo!

Depois de semanas a lutar pela viabilização da TNC, os trabalhadores foram surpreendidos hoje de madrugada (pela calada é sempre muito melhor) com a apreensão de todas as viaturas da empresa, quer as que se encontravam em diversos locais de Lisboa para marcar esta luta, quer as que se encontravam nas instalações da empresa.

Mais uma vez a policia é utilizada, não para salvaguardar os justos interesses dos trabalhadores, mas sim para levar à pratica o que apenas favorece uns quantos (neste caso a direcção da empresa). É bom lembrar que o próprio governo havia considerado a empresa viável. É também bom lembrar, a titulo de curiosidade, que os mesmos proprietários desta empresa, detém outra, de seu nome TNC2, que se encontra de “boa saúde”.

Noticia em Público.pt
Nota do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal

Actualização 1 : “Operação policial terá sido ilegal” –  http://aeiou.expresso.pt/tnc-operacao-policial-tera-sido-ilegal=f679919
Actualização 2 : “PSP: Operação para retirar camiões foi coordenada pelo administrador de insolvência” – http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=2050606&seccao=Sul&page=-1

Telejornais ou Tele-lavagem-cerebral

Sem dúvida que os mass media sempre foram utilizados para puxar a opinião pública neste ou naquele sentido, respeitando sempre,como é obvio, a voz do dono – mas, nos últimos tempos, com a “crise” que nos caiu em cima, os media nacionais passaram a um estado de delirio com a situação…

Todos os dias somos bombardeados com reportagens sobre a crise, é-nos mostrado como “nunca se viu nada assim”, como o comércio nunca vendeu tão pouco, como nunca houve tanta gente a dever tanto à banca…? Mentiras? Claro que não! Mas todos os dias, em todos os canais, múltiplas reportagens que nos tentam mostrar como nós (o público em geral) tem de ter cuidadinho, ficar feliz por ter (quem tem) um emprego, estar caladinho, porque, no fundo a culpa de tudo isto até é nossa, porque vivemos “acima das nossas possibilidades” (cof).

Ontem o meu vomitómetro chegou a um máximo, quando, numa reportagem sobre a proposta do Governo de aumentar o prazo máximo para contratos a prazo, a reporter da RTP1 nos explicou que esta proposta faria com que, as empresas não fossem obrigadas a despedir quem terminava o prazo máximo de contratos a prazo… ora… legalmente o que se passa é precisamente o contrário : quando ultrapassado esse prazo, o contrato passa a termo incerto, ou seja definitivo.

Quando é que os media vão deixar de utilizar Novilíngua e deixar de chamar aos direitos, privilégios? Aos trabalhadores, colaboradores?

World’s Best Big Brother

 

“Comissão Nacional de Protecção de Dados considera compromisso inconstitucional – Parlamento disse sim à partilha de dados biométricos com os EUA” [ Público ]

+

“O cidadão norte-americano detido pela PJ que estava em Portugal há mais de duas décadas era tido como natural da Guiné-Bissau e tinha Bilhete de Identidade português” [ Público ]

=

“United States officials worked with Portuguese authorities to follow that lead, using the Portuguese national identity database, which includes fingerprints. The fingerprints that the authorities in the United States had for Mr. Wright matched prints on file from Mr. Dos Santos, Mr. Schroeder said.” [ NY Times ]

?

[E já agora, porque é que os jornais dão tanto destaque ao facto de o Mr. Wright ser um homicida, e pouco destaque dão a que ele era um activista politico? E que os seus restantes companheiros, presos em França não foram extraditados para os EUA precisamente por causa disso?]

O insustentável peso da burocracia (e a maçaneta desaparecida)

Por vezes vemo-nos envolvidos em teias de confusão que nos tiram um bocadinho da confiança que se tem na espécie humana… Assaltos, esquadras com processos caóticos, vizinhos non-sense… Mas, como não sou o melhor para explicar a situação que nos aconteceu desta vez… fica o linkhttp://rabujices.wordpress.com/2011/09/23/o-insustentavel-peso-da-burocracia.

Os vidros do carro nunca vamos recuperar… a maçaneta… só o futuro sabe !

Nem mais…

Goldman Sachs rules the world…

As garras do Capital (aka “mercados”) cada vez mais afiadas e descaradas…

Not Google+

Nos últimos dias o Google+ foi aberto ao público tendo deixado de ser necessário um convite para ser membro…
Infelizmente, em termos da experiência que tenho tido com o serviço, isso apenas quis dizer que dezenas de pessoas (?) que não faço ideia quem sejam me adicionaram em círculos…
Do outro lado da barricada, o Facebook continua a alterar o seu aspecto de 24 em 24 horas, originando ondas de grupos do estilo “Queremos o antigo Facebook de volta” (o que não deixa de ser peculiar tendo em conta que essas devem ser as mesmas pessoas que criaram grupos similares nas alterações anteriores…) e confundindo todo e qualquer utilizador normal do serviço… isto tudo para implementar (cof…copiar) as soluções de organização do Google+.

E enquanto o Diaspora (ou qualquer outro) não ganha relevo nesta guerra… sugiro que adiram ao “Not Google+” :

http://www.collegehumor.com/video/6611967/not-google-plus

(reparem no gag “small portuguese child”)

World of Class Warfare

Infelizmente a realidade portuguesa cada vez mais copia os maus exemplos da norte-americana…

Reparem como algumas das expressões da Fox também se começam a ouvir nos nossos media…

Older posts

© 2018 E. Balsa

Theme based on hemingway and unoUp ↑